econtábil

/notícias

Nossa expertise permite-nos auxiliar nossos clientes a desenvolver seus negócios em um cenário de grande complexidade e mudanças constantes

Novas leis e regras criam situações às quais as empresas devem se adaptar rapidamente. Em um cenário competitivo e globalizado o melhor desempenho de gestão resulta em menores custos e lucros maiores.

/ Receita aguarda 510 mil declarações do ITR no Paraná

ir

No último dia 22 de agosto, iniciou-se o prazo para entrega da Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR/2016). O programa multiplataforma para preenchimento da declaração, está disponível no site da Receita Federal (http://idg.receita.fazenda.gov.br/). No Paraná são esperadas 510.000 declarações.

Quem está obrigado a declarar o ITR 2016:
•Toda Pessoa Física ou Jurídica que, em relação ao imóvel rural a ser declarado, exceto o imune ou isento, seja, na data da efetiva apresentação: proprietária, titular do domínio útil, possuidora a qualquer título, inclusive a usufrutuária;
•O titular do domínio útil ou possuidor a qualquer título de imóvel rural IMUNE OU ISENTO, para o qual houve alteração nas informações cadastrais correspondentes ao imóvel rural. Informações mais detalhadas ver Instrução Normativa RFB nº 1.651, de 10 de junho de 2016 (DOU de 13/06/2016)

Prazo de entrega:
De 22 de agosto até 30 de setembro de 2016 (As 23h59min59s).

Forma de Elaboração:
Com o uso do computador, mediante a utilização do Programa Gerador da Declaração (PGD) do ITR/2016 disponível no sítio da Receita: http://idg.receita.fazenda.gov.br (Não existem mais formulários).

Locais de entrega:
a) Dentro do prazo (até 30 de setembro de 2016):
As declarações deverão ser transmitidas pelo programa Receitanet, até às 23hs59min59seg. do dia 30/9/2016 exclusivamente pela Internet;
b) Após 30 de setembro de 2016:
•Internet: transmitidas com a utilização do Programa Receitanet.
•Mídia Removível: Somente nas Unidades da Secretaria da Receita Federal.

Pagamento do imposto:
•Vencimento da 1ª quota ou quota única é 30 de setembro de 2016 e não há acréscimos (juros) se o pagamento ocorrer até esta data.
•Sobre as demais quotas há incidência de juros SELIC calculados a partir de outubro até a data do pagamento.
•O pagamento do imposto pode ser parcelado em até quatro quotas, mensais, iguais e sucessivas, desde que cada quota não seja inferior a R$ 50,00.
•O imposto de valor até R$ 100,00 deve ser recolhido em quota única.
•O valor mínimo de imposto a ser pago é de R$ 10,00, independentemente do valor calculado ser menor.

Multa por atraso na entrega:
1% ao mês calendário ou fração sobre o imposto devido, não podendo seu valor ser inferior a R$ 50,00 – valor mínimo.
No caso de imóvel imune ou isento do ITR, para o qual houve alteração nas informações cadastrais correspondentes ao imóvel rural, a multa é de R$ 50,00.

Fonte: Sescap-Pr.
Publicado em 31/08/2016