econtábil

/notícias

Nossa expertise permite-nos auxiliar nossos clientes a desenvolver seus negócios em um cenário de grande complexidade e mudanças constantes

Novas leis e regras criam situações às quais as empresas devem se adaptar rapidamente. Em um cenário competitivo e globalizado o melhor desempenho de gestão resulta em menores custos e lucros maiores.

/ Produção industrial volta a crescer em junho, indica IBGE

refis

Após recuar no mês anterior, a produção industrial voltou a crescer e se expandiu 3,5% no mês de junho em comparação com o mesmo mês do ano anterior. Os dados constam da PMI (Pesquisa Mensal da Indústria — Produção Física), divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quinta-feira (2).
Em maio, a indústria nacional encolheu 6,6%, interrompendo uma série de 12 meses consecutivos de altas.
Dentre as atividades analisadas pelo IBGE, as maiores responsáveis pelo crescimento do mês foram os veículos automotores, reboques e carrocerias e produtos derivados de petróleo.
Os produtos que tiveram recuo na produção em junho deste ano se comparado com o mesmo período de 2017 foram os alimentos, equipamentos de transportes e produtos têxteis.
A produção de bens duráveis foi a maior responsável pelo resultado positivo, com crescimento de 16% no período. Em seguida, aparecem os bens de capital (9,5%), os bens de consumo (5,6%), os semiduráveis e não duráveis (3,2%) e os intermediários (1,8%). Todos registraram crescimento no mês.
Greve dos caminhoneiros
A produção industrial de junho melhorou em comparação com o mês anterior. Em maio, o IBGE divulgou queda de 11% da produção, afetada principalmente por causa da greve dos caminhoneiros, paralisação que começou no final do mês de maio.
A produção em junho cresceu 13,1% em comparação com maio do mesmo ano, sendo o melhor resultado para o setor na série história, medida desde 2002.
De janeiro a junho deste ano, a produção industrial cresceu 2,3%.
Fonte: Giuliana Saringer – R7